Sermão do Monte

Mateus 5

1 Vendo as multidões, Jesus subiu ao monte e se assentou. Seus discípulos
aproximaram-se dele,
2 e ele começou a ensiná-los, dizendo:
3 “Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
4 Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
5 Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.
6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
7 Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
8 Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
9 Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino
dos céus.
11 “Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem,
perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês.
12 Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus,
pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês”.
13 “Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo?
Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens.
14 “Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída
sobre um monte.
15 E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma
vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos
os que estão na casa.
16 Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas
boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”.
17 “Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir.
18 Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma
desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra.
19 Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos
menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no
Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos
será chamado grande no Reino dos céus.
20 Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos
fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus”.
21 “Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e
‘quem matar estará sujeito a julgamento’.
22 Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a
julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao
tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco!’, corre o risco de ir para o fogo do inferno.
23 “Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se
lembrar de que seu irmão tem algo contra você,
24 deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu
irmão; depois volte e apresente sua oferta.
25 “Entre em acordo depressa com seu adversário que pretende levá-lo ao
tribunal. Faça isso enquanto ainda estiver com ele a caminho, pois, caso
contrário, ele poderá entregá-lo ao juiz, e o juiz ao guarda, e você poderá ser
jogado na prisão.
26 Eu lhe garanto que você não sairá de lá enquanto não pagar o último centavo”.
27 “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’.
28 Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já
cometeu adultério com ela no seu coração.
29 Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor
perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.
30 E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder
uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno”.
31 “Foi dito: ‘Aquele que se divorciar de sua mulher deverá dar-lhe certidão
de divórcio’.
32 Mas eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto
por imoralidade sexual, faz que ela se torne adúltera, e quem se casar com a
mulher divorciada estará cometendo adultério”.
33 “Vocês também ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não jure
falsamente, mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor’.
34 Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelo céu, porque é o
trono de Deus;
35 nem pela terra, porque é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, porque
é a cidade do grande Rei.
36 E não jure pela sua cabeça, pois você não pode tornar branco ou preto nem
um fio de cabelo.
37 Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno”.
38 “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente’.
39 Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face
direita, ofereça-lhe também a outra.
40 E se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que leve também
a capa.
41 Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas.
42 Dê a quem lhe pede, e não volte as costas àquele que deseja pedir-lhe algo
emprestado”.
43 “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo’.
44 Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem,
45 para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele
faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.
46 Se vocês amarem aqueles que os amam, que recompensa receberão? Até os
publicanos fazem isso!
47 E se vocês saudarem apenas os seus irmãos, o que estarão fazendo de mais?
Até os pagãos fazem isso!
48 Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês”.

Mateus 6

1 “Tenham o cuidado de não praticar suas ‘obras de justiça’ diante dos
outros para serem vistos por eles. Se fizerem isso, vocês não terão nenhuma
recompensa do Pai celestial.
2 “Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas,
como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados
pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa.
3 Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está
fazendo a direita,
4 de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é
feito em segredo, o recompensará”.
5 “E quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de
ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos
outros. Eu lhes asseguro que eles já receberam sua plena recompensa.
6 Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai,
que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.
7 E quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como
fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos.
8 Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes
mesmo de o pedirem.
9 Vocês, orem assim: ‘Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome.
10 Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.
11 Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia.
12 Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores.
13 E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o
Reino, o poder e a glória para sempre. Amém’.
14 Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes
perdoará.
15 Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as
ofensas”.
16 “Quando jejuarem, não mostrem uma aparência triste como os hipócritas,
pois eles mudam a aparência do rosto a fim de que os homens vejam que eles
estão jejuando. Eu lhes digo verdadeiramente que eles já receberam sua plena
recompensa.
17 Ao jejuar, ponha óleo sobre a cabeça e lave o rosto,
18 para que não pareça aos outros que você está jejuando, mas apenas a seu
Pai, que vê no secreto. E seu Pai, que vê no secreto, o recompensará”.
19 “Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem
destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam.
20 Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não
destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam.
21 Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.
22 “Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu
corpo será cheio de luz.
23 Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas.
Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas são!
24 “Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro,
ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao
Dinheiro”.
25 “Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto
ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir.
Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do
que a roupa?
26 Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em
celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor
do que elas?
27 Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que
seja à sua vida?
28 “Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios
do campo. Eles não trabalham nem tecem.
29 Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se
como um deles.
30 Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada
ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé?
31 Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos
beber? ’ ou ‘que vamos vestir?’
32 Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que
vocês precisam delas.
33 Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas
essas coisas lhes serão acrescentadas.
34 Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará
consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal”.

Mateus 7

1 “Não julguem, para que vocês não sejam julgados.
2 Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que
usarem, também será usada para medir vocês.
3 “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá
conta da viga que está em seu próprio olho?
4 Como você pode dizer ao seu irmão: ‘Deixe-me tirar o cisco do seu olho’,
quando há uma viga no seu?
5 Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente
para tirar o cisco do olho do seu irmão.
6 “Não deem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos;
caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os
despedaçarão”.
7 “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes
será aberta.
8 Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a
porta será aberta.
9 “Qual de vocês, se seu filho pedir pão, lhe dará uma pedra?
10 Ou se pedir peixe, lhe dará uma cobra?
11 Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos,
quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe
pedirem!
12 Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam;
pois esta é a Lei e os Profetas”.
13 “Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que
leva à perdição, e são muitos os que entram por ela.
14 Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos
os que a encontram”.
15 “Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de
ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores.
16 Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um
espinheiro ou figos de ervas daninhas?
17 Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá
frutos ruins.
18 A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos
bons.
19 Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo.
20 Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!
21 “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos
céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.
22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em
teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos
milagres? ’
23 Então eu lhes direi claramente: ‘Nunca os conheci. Afastem-se de mim
vocês, que praticam o mal!’”
24 “Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um
homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha.
25 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra
aquela casa, e ela não caiu, porque tinha seus alicerces na rocha.
26 Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato
que construiu a sua casa sobre a areia.
27 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra
aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda”.
28 Quando Jesus acabou de dizer essas coisas, as multidões estavam
maravilhadas com o seu ensino,
29 porque ele as ensinava como quem tem autoridade, e não como os mestres
da lei.

 

Compartilhe em suas redes Sociais

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on linkedin
Compartilhar no Linkdin
Share on whatsapp
Compartilhar no Whatsapp

Deixe um comentário

Obrigado!

Você está oficialmente cadastrado na minha lista de E-mail.

Esse site utiliza cookies para personalizar anúncios e melhorar sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.