Série Bancas [Cesgranrio]

24 de novembro de 2015 Artigos, Concursos 1 Comment
por William Douglas

Fundado há 40 anos, o Centro de Seleção de Candidatos ao Ensino Superior do Grande Rio, ou Fundação Cesgranrio, foi criado pela associação de instituições universitárias e, em pouco tempo, em razão do grande sucesso e repercussão, tornou-se uma instituição independente, uma fundação privada e autônoma para a realização de concursos de acesso a instituições de ensino superior e a atividades educacionais correlatas assim como aos demais concursos públicos.

A Cesgranrio é tradicionalmente conhecida por suas provas nacionais e pelos locais de prova monumentais, como os estádios de futebol que marcaram algumas gerações que prestaram vestibulares.

Prova objetiva. Sem grandes novidades aqui, a prova objetiva da instituição é constituída de cinco alternativas, de A a E, e prima mais pelo entendimento/interpretação do texto do que propriamente pelo conhecimento de tópicos específicos da matéria, que são expressos no edital bastante superficialmente.

Normalmente dividida em conhecimentos básicos e conhecimentos específicos, tem na prova de inglês (no bloco dos conhecimentos básicos) a maior fonte de reprovações. Muitos concurseiros, principalmente aqueles que têm certa facilidade com a língua estrangeira, não dão a devida atenção para esta etapa do edital e acabam perdendo pontos importantes.

Novamente, uma questão errada não anula uma correta. Ou seja, você pode “chutar” mas, se o fizer, que o faça com inteligência, usando as técnicas de raciocínio lógico.

Prova discursiva. Raramente a instituição lança provas discursivas, mas quando o faz são provas que abordam o conhecimento da função a que se concorre, juntamente com questões da atualidade.

A compreensão do tema é tão importante quanto sua técnica de redação. Obedeça ao número de linhas e procure sempre mostrar um ponto de vista consistente e ater-se a ele. Objetividade é fundamental. A folha de perguntas vem com linhas, portanto, use-as como rascunho, não tente passar a caneta por cima do lápis na folha de resposta pois, além de correr o risco de criar fissuras no papel você ainda pode cometer mais rasuras e prejudicar a leitura das suas respostas. O uso dos “mementos” ou “roteiros” de resposta, que também ensino no livro, pode ajudá-lo bastante a organizar a redação e ganhar tempo.

Prova física. Não tocamos nesse assunto antes, mas é uma prova tradicional em bancas que realizam concursos para instituições de segurança ou para funções que exijam algum tipo de atividade física, como a profissão de gari, por exemplo. É fonte de MUITAS reprovações, pois muitos candidatos cometem o grande erro de só pensar nela depois de aprovado nas intelectuais. Isso é “suicídio concurseiro”. Comece a treinar junto com o começo do estudo das demais matérias, ou seja, desde que lançado o edital. Melhor ainda: comece um programa de exercícios físicos desde já. Para maiores dicas, veja o WDPTS.

A prova, em si, consiste em três testes: barra fixa dinâmica para homens (no mínimo três repetições) e estática para mulheres (no mínimo 12 segundos de suspensão); flexão abdominal (32 repetições por minuto para homens e 20 para mulheres); corrida de 12 minutos (2.400 metros para homens e 1.800 metros para mulheres). É uma etapa eliminatória e, uma vez aprovado o candidato, o resultado nela obtido não constitui diferencial para a nota final do certame.

Agora que você conhece um pouco mais sobre a prova da Cesgranrio, comece a trabalhar! Faça provas antigas e mantenha-se atualizado com o que está ocorrendo no mundo. Prepare-se para uma prova didática e sem rodeios.

Comente aqui suas histórias de Cesgranrio e compartilhe experiências!