Professor

Lenio x Lenio: Uma resposta às reiteradas indelicadezas do Dr. Streck

8 de maio de 2017 11 Comments
por William Douglas
[Acesse a versão em PDF]

Este material possui 2 partes:

  1. Carta ao meu aluno Pedro Ernesto (versão curta)
  2. Carta aberta ao meu amigo Lenio (versão curta)

Aos que se interessarem, informo que tão logo tenha tempo postarei as versões longas. (mais…)

E os saques continuam. Não poupam nem os professores!

22 de março de 2017 0 Comments
por William Douglas

Iludem-se aqueles que imaginam que os saques terminaram. Amigos, não se enganem com a cessação dos saques no Estado do Espírito Santo. Somos o país dos saques, um país de saqueadores. Teremos um “saque” sempre que um grupo de pessoas se apropria daquilo que não lhe pertence utilizando a própria força ou se aproveitando da fraqueza do real proprietário dos bens saqueados.

O que fizeram com a Petrobras foi um saque, e, aparentemente, houve outro no BNDES. Mas não paramos aí. Também é uma modalidade de saque os grandes empresários, aqueles que menos precisam de juros baixos, obterem taxas ridículas enquanto os médios e pequenos empresários, apesar de serem aqueles mais precisam de ajuda e os que mais dão emprego, suportam taxas intoleravelmente altas. E, se me permitem, conseguir, seja no Rio de Janeiro, seja no Congresso, isenções fiscais mediante propina também me parece uma modalidade de saque. A expropriação de verbas de toda a coletividade por saqueadores mancomunados: empresários desonestos e maus políticos.

Todavia, a mesma população que sofre e que bate panelas, ou grita “Fora Temer”, é aquela que, no Espírito Santo, saqueou o alheio se valendo da falta de policiamento. Mas não pensem que esse saque foi apenas lá e apenas naquele tempo: todos os dias uma parcela considerável da população pratica seus pequenos saques: atestados falsos, falsos seguros-desemprego, carteiras de estudante falsas, notas frias e falta de emissão de notas fiscais. Praticamos uma série de pequenas fraudes que, somadas, representam volumes consideráveis saqueados daqui e dali. O brasileiro médio costuma saquear até lugar em fila, tanto quanto pode. (mais…)

Batalhão de Professores – Ocupando com Educação e Cultura – RJ

28 de outubro de 2015 0 Comments

  Dia 28.11.2015 completamos 5 anos da invasão do Complexo do Alemão pela polícia. Foi um momento importante, mas não tivemos a ocupação que funciona,.

Saiba mais

O que queremos? Educação x Baderna

24 de outubro de 2015 0 Comments

Parabéns Sr. Juiz Eliézer Siqueira de Sousa. ALUNO QUE PROCESSOU PROFESSOR POR TER TOMADO CELULAR EM SALA DE AULA PERDE CAUSA NA JUSTIÇA!!! O juiz.

Saiba mais

Dia dos Profesores

15 de outubro de 2015 0 Comments

At3XaPSoZpl-PFuvFmsN0No2ZfRZnVPs6RzM9VmdVcU2

Somos todos professores.

Em casa, os mais novos que nós aprendem conosco.

Na escola, os alunos aprendem conosco, mesmo que tenham as nossas idades.

No trabalho, se queremos ser bons, fazemos como os outros fazem.

Os vizinhos aprendem conosco lições de cidadania, civilidade e paternidade ou maternidade.

Ensinamos os outros a ganhar dinheiro e até a ganhar a vida.

Ensinamos os outros a conviver, que é a mais pesada das tarefas humanas.

Somos todos professores, pelo que precisamos decidir que tipo de professores seremos.

Dedicados ou relapsos? Profundos ou superficiais? Apaixonados ou displicentes?

Em nossa trajetória, tivemos professores assim dedicados, profundos e apaixonados. É para eles que devemos olhar.

Alguns deles eram chamados pelo título de “professor”, “professora” ou mesmo de “tio” ou “tia”, e diante deles nos assentamos ou por suas mãos nos deixamos levar. São benditos. Os caminhos que seguimos foram eles que nos apontaram.

Benditos sejam.

Se ensinar formalmente é o nosso ofício, com ou sem o título de “professor”, “professora”, agradeçamos a Deus pelo encargo e peçamos a ele sabedoria para fazer bem o que fazemos com alegria.

Se o nosso ensino é informal, peçamos a Deus que não nos deixe esquecer que temos alunos invisíveis, professores invisíveis que somos.

Peçamos a Deus sabedoria para viver de modo que possa ser imitado. Se somos íntegros, seremos seguidos. Se somos dúbios, serviremos de modelos. É grande o peso da vida.

Já que imitamos e somos imitados, busquemos deixar um legado que estimule a solidariedade e a sabedoria, esses dons que buscamos para nós mesmos.

Peçamos a Deus que nos capacite para sermos mestes a serviço do bem, especialmente quando nos chamam de professores.

por Israel Belo de Azevedo

 

Aluno que processou professor por ter tomado celular em sala de aula perde causa na justiça

7 de julho de 2015 19 Comments

Adaptado de Bahia Notícias [Veja o original] O juiz Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior do.

Saiba mais

Um Bom Professor Muda Tudo

14 de abril de 2015 0 Comments

Mestre Miagi - Professor

Dia do Professor

10 de outubro de 2014 0 Comments

Neste mês de outubro em que se comemora o “dia do professor”, teremos um episódio especial do “Papeando com Pamplona” sobre “Direito e Educação” com o inspirado Prof. Edivaldo Boaventura, comas ilustres participações dos Professores Celso Castro e Lidia Boaventura, bem como do meu irmão Daniel Boaventura.

Espero que goste!