Luta

Apropriação Cultural

11 de fevereiro de 2017 0 Comments
por William Douglas

Recentemente o portal Huff Post do Brasil divulgou artigo no qual uma jovem de Curitiba, com câncer, relata ter sido abordada por estar usando um turbante. O artigo levanta a questão de ativismo e apropriação cultural.

Pessoalmente, acho que criticar “apropriação cultural” é uma lástima. Turbante não é propriedade de nenhuma raça, gênero ou grupo. Turbante é turbante. Não precisa ter câncer para poder usar.

Notícias como essa são tão fora de propósito que não podemos deixar de imaginar que são fake. Infelizmente, algumas não o são, mostrando uma intolerância e chatice cada vez maiores.

Uso camisas africanas porque são lindas, já usei cabelo trançado e não acho que estou me apropriando de nada por isso, ao contrário. Acho que estou fazendo uma homenagem, um elogio. É bonito, é meu também! rsrs

Também acho triste alguém falar de dividir meios de produção e riqueza e criar polêmica com assuntos como camisas, cabelos e turbantes.

Trabalho por um mundo onde o acesso a todas as riquezas, desde um turbante bonito até o acesso a trabalho e educação,
seja aberto a todos, sem distinção.


Confira artigo original

Desistir está fora de questão!

16 de setembro de 2015 36 Comments

Desistir está fora de questão

Alertas e Comunicados ANPAC

2 de setembro de 2015 0 Comments

ANPAC


Nas declarações sobre a proposta de suspensão dos concursos previstos na esfera do executivo federal, cabe-nos analisar que dos previstos para 2015, alguns já foram realizados, outros aguardam publicação do edital, parcela já foi autorizada pelo M. Planejamento e parcela aguarda autorização. Daqueles ainda não realizados o somatório é de 29.816 vagas

Cabe a ANPAC alertar e lutar, principalmente, por muitos deles que poderão provocar colapso na Administração Federal e outros que consideramos como de segurança nacional. Não podem e não devem, em hipótese alguma, serem suspensos. São eles: ANAC, ANP, ANS, BB, BC, CEF, CORREIOS, DNIT, FIOCRUZ, INCA, IBGE,INSS,INFRAERO, M. FAZENDA, M. PLANEJAMENTO, PRF e PF.

Os cortes seriam muito bem recebidos se fossem em relação a extinção da terceirização, parcela dos quase 100 mil cargos de confiança e redução dos  18.388 servidores só na Presidência da República.

Já os concursos no Judiciário e Legislativo deverão ser mantidos, bem como os Estaduais e Municipais.

Cabe a ANPAC Lutar pelo “sonho do concurso público” que não pode, em hipótese alguma, ser abalado. Continuem lutando. Contamos com vocês concursando e famílias.

Maria Thereza Sombra
Diretora Executiva ANPAC

Milagres Aconteccem

8 de abril de 2015 2 Comments

Motivação 31