Nas alturas

11 de agosto de 2014 Artigos, Poesias 0 Comments
por William Douglas

Amor, 

Voltando de viagem a trabalho, 

Vim a jato para te ver.

Peguei o avião mais rápido que havia.

Pousei agora aqui no Rio.

Já estou indo para casa.

Meu próximo aeroporto é seu corpo.

Meu próximo voo é seu sorriso,

Só levo bagagem de mão,

farei embarque rápido

em nossa astronáutica paixão.

Decolo em teu quadril,

pretendo um voo longo,

Turbulências são bem-vindas.

Meu exaltado coração precisa

de oxigênio!

Você é a comissária em todos os meus

sonhos,

usando uniforme de cetim ou

lingerie privativa de minha companhia.

Só voo com você.

Sirva para mim tudo o que houver no estoque,

tudo que está embarcado:

tenho fome.

Desafivele seu cinto, o

voo partirá dentro de breves instantes.

Recoste bem sua cadeira,

e me aguarde:

quando voo com você sempre pouso

em grandes altitudes.