Recomendação

Segredos de Fé e de Sucesso, entrevista com Reinaldo Morais

11 de julho de 2016 3 Comments
por William Douglas

WD_RMAutor de Segredos de Pai para Filho, o empresário Reinaldo Morais, tem experimentado, no mercado editorial, o mesmo sucesso que já conquistou no agronegócio nacional, do qual é um dos principais empreendedores. A obra, que é seu primeiro livro e foi lançada há cerca de um mês, alcançou o topo da lista do portal especializado PublishNews e no ranking dos mais vendidos da Revista Veja. Nesta entrevista, o presidente do Conselho Editorial da Editora Impetus, William Douglas, conversa com Reinaldo sobre o sucesso do livro e as motivações que o levaram a escrever Segredos de Pai para Filho. Confira.

WILLIAM DOUGLAS – Conhecemo-nos em um evento, no qual pude ouvi-lo contando um pouco de sua história de vida e trajetória profissional. Fiquei tão impressionado com seu relato que resolvi convidá-lo a escrever um livro pela Editora Impetus, e assim nasceu Segredos de Pai para Filho. Quais são, afinal de contas, os segredos mais importantes que devemos aprender?

REINALDO MORAIS – Em primeiro lugar, acredito que devemos procurar estar no lugar certo, na hora certa, fazendo a coisa certa. Tenho pautado minha vida pessoal e minha carreira como empresário por alguns princípios que conto no livro. Um deles é que, quanto mais qualificação você puder adquirir, e mais disposto ao trabalho estiver, mais sucesso terá em suas realizações. É preciso trabalhar duro, seja qual for nossa ocupação. Se fizermos tudo com excelência e estivermos sempre de olhos abertos para as oportunidades e circunstâncias ao nosso redor, mais chances teremos de sucesso. Em minha vida, fiz de tudo: entre outras coisas, limpei estrume, fui vendedor ambulante, fiz serviços domésticos e atuei como vendedor. Em todas essas atividades, sempre procurei ser o melhor, adotando soluções inovadoras e métodos para aumentar sempre a produtividade. Nunca desprezei qualquer oportunidade. Hoje, sei que estou na posição que ocupo graças ao duro aprendizado de tempos passados. (mais…)

E se você fosse o herdeiro de um homem rico?

10 de junho de 2016 3 Comments

segredos-fullbanner

por William Douglas

Imagine que você é filho de um homem muito rico, e tem apenas um irmão. Seu pai, prestes a falecer, os chama e lhes dá uma escolha: um ficará com a fortuna inteira, outro com um livro que ensina como aquela fortuna foi conquistada. Você, o filho mais velho, escolherá primeiro. O que escolheria? (mais…)

E se você fosse herdeiro de um homem rico?

6 de maio de 2016 5 Comments
por William Douglas

Imagine que você é filho de um homem muito rico, e tem apenas um irmão. Seu pai, prestes a falecer, os chama e lhes dá uma escolha: um ficará com a fortuna inteira, outro com um livro que ensina como aquela fortuna foi conquistada. Você, o filho mais velho, escolherá primeiro. O que escolheria?

(mais…)

Segredos de Pai para Filho, de Reinaldo Morais [Recomendação]

22 de abril de 2016 7 Comments

Display Vitrine.indd
Jornada para o Sucesso

A vitoriosa trajetória de Reinaldo Morais, um dos maiores empreendedores do agronegócio nacional

Imagine que você é filho de um homem muito rico, e tem apenas um irmão. Seu pai, prestes a falecer, os chama e lhes dá uma escolha: um ficará com a fortuna inteira, outro com um livro que ensina como aquela fortuna foi conquistada. Você, o filho mais velho, escolherá primeiro. O que escolheria?

Se optou pela sabedoria, agora dispõe de um livro espetacular sobre o assunto, prefaciado por Carlos Wizard Martins, criador do Grupo Wizard, e por William Douglas, juiz federal. A obra descreve uma jornada vitoriosa, sendo uma biografia que ensina o leitor a vencer também! Afinal, ela foi escrita seguindo a dinâmica de um pai ensinando todos os seus segredos ao seu filho e herdeiro.

O livro descreve a vida e a carreira de Reinaldo Morais, um dos maiores e mais bem-sucedidos empreendedores do agronegócio brasileiro, fundador e gestor de grandes frigoríficos nas áreas de avicultura e suinocultura. Reinaldo nasceu para vencer – mas só descobriu isso depois de muitas dificuldades e desafios, todos superados com ousadia, iniciativa e fé. Foi através das carências e lutas na infância e adolescência – quando juntava seus trocados vendendo ferro-velho, limpando estrume de animais e capinando de enxada na mão – que o jovem Reinaldo descobriu o valor do empreendedorismo. Perseverança, coragem e um genial senso de oportunidade  fizeram dele um vencedor – e agora ele transmite esses conselhos para qualquer pessoa que deseja alcançar o sucesso!

(mais…)

A Tríade da Alta Performance em Direito Administrativo por Elyesley Silva

9 de março de 2016 0 Comments

Conheça o Método de Estudo que fez meu amigo, prof. Elyesley Silva, ser aprovado em 10 concursos públicos, inclusive no da Câmara dos Deputados!

Com esse mesmo método ele acertou 58 das 60 questões que foram cobradas num dos concursos em que ele foi aprovado. A técnica se chama “A Tríade da Alta Performance em Direito Administrativo” e envolve, basicamente,  3 passos sequenciais para você dominar a arte de gabaritar provas.

Nesta quinta-feira, 10/03, às 20:00, ele vai ministrar um SEMINÁRIO ONLINE GRÁTIS para explicar como funciona esse método. Vai funcionar assim: ele vai ensinar um dos temas mais difíceis do Direito Administrativo e mostrar que, com o Tríade, é possível gabaritar dezenas de questões recentes do Cespe. Simplesmente imperdível!!!

Inscreva-se gratuitamente neste link: http://bit.ly/Aula-Elyesley

 

Pornografia [Pesquisa]

17 de fevereiro de 2016 0 Comments

Amigos, Uma amiga, pesquisadora, está estudando o difícil tema da pornografia. Ela está fazendo um amplo levantamento de dados e está precisando de ajuda! Ela criou um questionário, completamente.

Saiba mais

Recomendação de Leitura – Gloriosas Ruínas, por Sérgio Queiroz

23 de outubro de 2015 0 Comments

Gloriosas Ruínas

Bíblia de Transformação Pessoal [Recomendação]

14 de outubro de 2015 0 Comments

Biblia Brennan

Recomendação de Video – Papeando com Pamplona | Trabalho da Mulher

9 de outubro de 2015 0 Comments

Neste “outubro rosa”, nada mais adequado do que fazer um bate-papo dedicado às mulheres!

Acaba de entrar no ar o novo episódio do “Papeando com Pamplona” sobre “Trabalho da Mulher”!

Desta vez, tive a imensa de entrevistar a encantadora Ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi, do Tribunal Superior do Trabalho, Presidente Honorária da Academia Brasileira de Direito do Trabalho.

Vale a pena conferir!

Recomendação de Leitura – Meu Filho do Coração

30 de setembro de 2015 0 Comments

Filho do Coração

A adoção é um tema muito importante que, infelizmente, ainda é pouco debatido especialmente com as crianças.

Meu filho do coração é uma obra que deve ser lida junto com a criança para que se possa falar, além do amor, da importância e do lugar que ela ocupa como um desejado membro da família.

Adoção

Recomendação de Leitura – Justiça Global, por Wilson Prudente

29 de setembro de 2015 0 Comments

Wilson Prudente 2 Wilson Prudente 3

Estou aqui com meu amigo Wilson Prudente que é Procurador do Trabalho na Procuradoria Geral do Trabalho da 1ª Região, meu amigo antes de tudo, grande referência do Movimento Negro e da Justiça do Trabalho.

Wilson Prudente1

Ele já tem um livro publicado na Editora Impetus e agora vem com um segundo livro “Justiça Global”, que faz uma análise das cotas raciais no Supremo Tribunal Federal e sobre o regime internacional de combate ao racismo. Um livro publicado com o selo da Editora Impetus, com uma capa que está linda demais!

A gente tem muito orgulho na Editora Impetus, eu como presidente do Conselho Editorial, em especial, de termos Wilson Prudente como nosso autor e podermos publicar alguns de seus livros.

Recomendo a leitura!

 

Conselhos de um cardiologista

21 de outubro de 2014 0 Comments

Amigos, Recebi recentemente um e-mail com alguns conselhos de um cardiologista. Claro que todo tipo de conselho médico deve ser conversado com um médico, mas.

Saiba mais

Ulisses e o canto das sereias: sobre ativismos judiciais e os perigos da instauração de um terceiro turno da constituinte

1 de julho de 2009 0 Comments
por Lenio Luiz Streck

Há uma obra de Otto Bachof que é bastante conhecida pelos cultores do direito constitucional. Ela se chama Normas Constitucionais Inconstitucionais?. A grande ironia que existe por traz desse fato notório é que o conhecimento das motivações históricas que levaram o professor alemão a escrevê-la é inversamente proporcional ao seu sucesso e sua “popularidade”. Talvez seja interessante lembrá-los aqui. Principalmente quando vivemos em um país em que, a todo tempo, setores do pensamento jurídico-político apresentam teses que têm como pretexto um problema particular do cotidiano para, no fundo, desconstituir a Constituição (sem falar na patética tentativa recentíssima da PEC 341/09 que pretende cometer um haraquiri institucional, reduzindo a Constituição a 70 artigos). Essas propostas vão desde mini-constituintes para efetuar uma duvidosa reforma política, até à construção de um ambiente doutrinário no interior do qual se convive pacificamente com a degradação dos (pré)compromissos estabelecidos pelo constituinte de 1988 através de uma irresponsável defesa de bons ativismos judiciais para resolver problemas que a realidade imediata apresenta.

Desconsidera-se, assim, o elán vital que imprime significado a uma Constituição: ela é feita em momentos de “sobriedade” política para defender o Estado e a sociedade exatamente destas erupções episódicas de paixões e desejos momentâneos. Algo que pode ser compreendido a partir de Homero e seu Ulisses. Como é sabido, na Odisséia, Ulisses, durante seu regresso a Ítaca, sabia que enfrentaria provações de toda sorte. A mais conhecida destas provações era o “canto das sereias” que, por seu efeito encantador, desviava os homens de seus objetivos e os conduzia a caminhos tortuosos, dos quais dificilmente seria possível retornar. Ocorre que, sabedor do efeito encantador do canto das sereias, Ulisses ordena aos seus subordinados que o acorrentem ao mastro do navio e que, em hipótese alguma, obedeçam qualquer ordem de soltura que ele pudesse vir a emitir posteriormente. Ou seja, Ulisses sabia que não resistiria e, por isso, criou uma auto restrição para não sucumbir depois.

Do mesmo modo, as Constituições funcionam como as correntes de Ulisses, através das quais o corpo político estabelece algumas restrições para não sucumbir ao despotismo das futuras maiorias (parlamentares ou monocráticas). Isso é de fundamental importância. Algo que os gregos ainda podem nos ensinar com a autoridade daqueles que forjaram o discurso democrático: entre eles as decisões mais importantes acerca dos destinos da pólis só poderiam ser levadas a efeito no diálogo que se estabelecia na ágora. (mais…)