Aprenda a Aprender

24 de abril de 2015 Artigos, Concursos 2 Comments
por José Roberto Lima

Em mais de uma década de magistério, perdi a conta dos alunos que me agradeceram por terem passado num concurso ou vestibular. Geralmente, eles não se manifestam pelo aprendizado jurídico, e sim pelas dicas de como estudar.

Minha primeira preocupação de professor não é lecionar os conteúdos do Direito. Antes disso, os alunos precisam aprender a aprender. Para tal fim, precisamos ser criteriosos nas anotações e revisões. Também precisamos resgatar o valor da audição, um pouco desprezada nestes tempos modernos.

A imagem, na maioria das vezes, é apenas um formato bonito de um conteúdo que só se revela no texto ou no áudio (no texto porque é um meio de registro para consulta; no áudio porque permite ao ouvinte construir suas imagens pessoais, em vez de receber tudo mastigado, privando-lhe da construção do seu próprio conhecimento).

Um professor pode fazer uso de mapas, tabelas etc. Contudo, na essência, uma aula é composta de áudio, isto é, uso da palavra. A exceção é para os alunos com deficiência auditiva. Nesse caso, é óbvio que a linguagem de sinais é composta de imagens. Entretanto elas têm significados gramaticais, tratando-se, pois, de mensagens que podem ser anotadas para revisão. Fora esse caso, a maioria das imagens serve apenas para nossa orientação e deslocamento no espaço, sendo descartadas em seguida.

Estima-se que, ao longo da vida, memorizamos apenas três por cento do que vemos. Por outro lado, gravamos 50% do que ouvimos. Se fizermos anotações, saltamos para 90%. Depois de três dias, caso não consultemos as anotações, esse percentual despenca para três por cento, o mesmo índice da visão. Fazendo uma revisão no prazo de três dias, gravamos, para o resto da vida, 70% do que ouvimos.

Essa técnica de ouvir, anotar e revisar me é muito útil. Foi assim que aprendi a aprender. Foi assim que aprendi a ensinar. E é assim que ensino a meus alunos para que eles aprendam a aprender. Se você quer seguir este caminho, ouça, anote e revise.

 


José Roberto Lima é professor de Direito, delegado federal e autor do livro Como passei em 15 concursos, da Ed. Método.

Fonte do artigo: Jornal Hoje em Dia